EVERYBODY KNOWS

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

durante muito tempo, eu fui afim de uma pessoa. quando eu digo muito tempo, quero dizer exatos dez anos. ok, muito tempo mesmo pra ficar fixado em alguém. obviamente que durante este período, eu dei meus perdidos por aí. mas no fundo eu sempre recorria a este sentimento atrelado a esta pessoa. muitas vezes pensei em me declarar, mas em consideração a ela e a sua companheira, eu mantive isso guardado a sete chaves dentro do meu peito. hoje, cheguei a conclusão de que ter guardado esse sentimento por muito tempo foi tempo perdido. mas porque? eu explico: ontem (domingo) eu resolvi, tomar coragem e despejei tudo o que estava entalado durante todo este tempo em meu peito pra esta pessoa. e pra minha total surpresa eu recebi a seguinte resposta:

"Você demorou muito mais tempo do que eu imaginava. Eu já sabia que você gostava de mim desde a época em que morei aí. Mas preferi esperar o seu tempo. Nada vai mudar em ralação a nossa amizade."

eu já estava pronto pra uma negativa, um rechaçamento, mas nada comparado a isso. por um lado, eu fiquei bem aliviado de que nada irá mudar. e eu tenho plena ciência disso justamente por saber que se tivesse de mudar, mudaria naquela época há dez anos atrás e não hoje. é inegável que tenho um apreço enorme por ele, por tudo o que foi e é enquanto pessoa pra mim e como colaborou para o meu crescimento. mas hoje o sentimento de paixão já não existe mais, diluiu. me senti mais leve, livre, depois de ter me confessado. mas ao mesmo tempo a sensação de "choque" por saber que everybody knows e que inclusive, houve inúmeros questionamentos sobre nós na época. isso ainda me deixa um pouco atordoado. a sensação de ser o ultimo a saber o que era óbvio pra todo mundo é muito desconfortável. até por que eu imaginava que sabia esconder bem meu sentimento,mas pelo visto não. mas nada supera a sensação de termos zeramos essa fase do jogo da vida, e que a temporada de 2007 teve finalmente o seu desfecho concluído! :)

SOBRE SAIDAS ESPORADICAS

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

ontem, após a prova do professor do outro post, rolou um after com os amigos da faculdade para comemorar a nossa aprovação na disciplina dele. e lógico, convidamos o próprio para ir conosco. eu sinceramente não acreditei muito que ele topasse o convite, mas no final, ele acabou topando de boas.


fomos para um barzinho bem aconchegante e lá ficamos por quase três horas. tempo suficiente para jogar um papo fora e conhece-lo um pouco mais, fora daquela beca de professor. foi bem legal ouvir  algumas dicas sobre a nossa futura profissão de quem já tem uma certa experiência no ramo. foram dicas valiosas.


mas ainda sim ele se manteve na retaguarda, falou pouco sobre aspectos pessoais. eu ainda precisaria de mais algumas saídas esporádicas para analisa-lo mais e melhor. a impressão que levei desse happyhour é de que ele só topou o convite pra fazer um "estudo de campo" e ver quem era quem. talvez até pra saber se valia a pena uma próxima saída com o grupo (natural!). e o veredicto final que eu tive foi de que sim! parece que isso logo em breve irá acontecer novamente. ele parece ter se afeiçoado à nós.


eu tenho que dizer aqui que tenho os melhores amigos que alguém poderia encontrar numa faculdade. por que os 'leks' se empenharam tanto pra fazer com que isso acontecesse. foi algo que me deixou sem palavras. não rolou a tal "ficada", mas rolou um convite para uma festinha no próximo final de semana e um "me segue lá no instagram,depois."  tá bom pra você @ ?

TRAGICAMENTE CONFUSO

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

vida sentimental é uma coisa bem complicada quando você não tem muito 'tato' com ela,né? com a idade que eu tenho já deveria saber essa cartilha de trás pra frente, de frente pra trás e ser um PhD. mas não. abdiquei de todas as chances que tive de me ferrar lá atrás, de quebrar a cara em prol de uma formação mais madura e 'sabichona' pra quê? pra no final das contas, chegar aos vinte e nove anos cheio de lacunas e coisas que ainda não sei como funcionam no campo sentimental? se eu soubesse que seria assim lá atrás, teria optado por me tornar um adulto menos maduro mas sabendo lidar com as lambadas que a vida amorosa nos dá, do que um adulto que não sabe nem chegar no 'objeto de desejo' pra um simples flerte. francamente!


onde eu cancelo esse contrato e começo tudo do zero?!

APANHADO GERAL #01

domingo, 12 de novembro de 2017


Estou entrando na semana (final) de provas na faculdade. Meus nervos estão à flor da pele e noto que minha pressão está subindo sem motivos aparente. Pode ser o emocional que anda bem desregulado de um tempo pra cá? Talvez!

***

Fui ao nutricionista. Estou um pouco acima do peso e preciso cuidar disso. Tem quase uma semana que recebi a dieta, mas até agora eu ainda não a coloquei em prática. Não posso deixar pra depois. Não dessa vez!

***

Eu acho engraçada a reação de surpresa das pessoas quando eu digo a minha idade. Ninguém acredita! A ultima, a ficar literalmente em choque foi uma colega da faculdade essa semana. Ela ficou boquiaberta quando descobriu que tenho 29 anos e não 18 anos, como ela imaginou. Meu ego e a autoestima agradecem!

***

Acho que tô começando a gostar de alguém (de novo), mas ainda não tô certo disso. Espero não estar! Não sei como encararia uma nova rejeição em um espaço tão curto de tempo.

***

R. e eu voltamos a nos falar depois de quase dois meses. Ele tá passando por uma barra e rolou até um desabafo da parte dele. E pela primeira vez, eu não soube o que dizer. Apesar de tudo, foi bom. Eu pude me certificar que não sinto absolutamente mais nada por ele. Além da amizade, claro! Me senti tão bem. :)

***

Exausto até a alma. Cadê minhas férias?


" ESSA COCA É FANTA! "

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Dias atrás, eu comentei neste post sobre uma certa desconfiança que a galera da minha turma na faculdade tinha sobre a sexualidade de um dos nossos professores, vocês lembram?  Então!  Ontem, relembrando esse episódio, eu resolvi dar uma de Xeroque Rolmes e acabei achando as redes sociais do indivíduo. Se restavam algum tipo de duvida sobre ele ser ou não gay, elas acabaram ontem (pra mim), depois d'eu ler esses tweetes (em específico) :



 QUE HOMEM HÉTERO ASSISTE RUPAUL, MINHA GENTE? ME DIGAM!

Migo seu louco, aqui tinha as datas das 'paradas' pra você não depender dos Sense8!

Vale? Que 'vale' é esse?  ESSE aqui óh!



Volto a reafirmar o que disse no post original: " não vai mudar em nada na minha vida saber com quem a pessoa se deita ou deixa de deitar. "

E sinceramente, nem sei se deveria estar postando isso aqui, justamente por estar de certa forma, expondo alguém. Mas como eu sei que tem gente que estava torcendo por um desfecho dessa tour, cá estou eu trazendo as novidades do caso!


Eu não pretendo compartilhar com o restante da turma esse "achado". Por que eu acabo me colocando no lugar do cara e acho que se fosse comigo, odiaria saber que minha vida privada está sob os holofotes de ''investigação'' dos meus alunos ou pacientes. É desconfortante demais. Mas pelo menos aqui, eu precisava compartilhar o que eu achei com vocês. Por que sei que meus leitores são de confiança! 😁😁😁


Além das redes sociais, eu achei também uma tese de mestrado onde (sintetizando pra vocês) ele aborda como a homossexualidade se reflete na sociedade e no mundo digital nos dias de hoje. Eu ainda não terminei de ler a dissertação, mas eu achei bem interessante o ponto de vista que ele aponta. Inclusive, ele cita algumas experiências pessoais nesse artigo. 😶😶

***

UPDATE: Fui eu, todo pimpão pedir pra seguir o ""bonitão"" no Instagram (ele tem conta privada) e ele não aceitou a solicitação! Fiquei com a maior cara de alface que vocês possam imaginar.  Mas eu entendo os possíveis motivos para ele não ter aceito a minha solicitação e respeito a sua decisão. u_u

Em suma, eu aprendi uma lição com isso: Que nem todo mundo está disposto a abrir o seu "mundo" para os "visitantes" entrarem e conhecerem como o seu "universo" funciona. Mas sem problemas. Estamos aí, seguindo o baile lindamente.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.


O DEIXAR PRA DEPOIS

domingo, 5 de novembro de 2017

Eu tenho um péssimo hábito que preciso mudar urgentemente,que é o de : Procrastinar.

Toda hora,todo instante tô procrastinando e deixando alguma coisa pra fazer depois. E acabo nunca fazendo!

Por ex:

Eu estava desde terça-feira tentando me organizar para estudar nesse feriadão para as provas finais do semestre, fazer alguns resumos, passar matéria à limpo, comprar algumas coisas que faltam pro apartamento, etc. 

Sabendo disso, começam a vir os pensamentos na cabeça, coisas do tipo:


 "Ah, eu começo sem falta a estudar amanhã pra prova x." 

"Deixa eu assistir mais esse vídeozinho que depois eu  passo a matéria a limpo."

"Amanhã de manhã sem falta, eu vou levantar e procurar x coisa que falta lá pro apê!"

" Ahh,vai dar tempo!
"


Os dias passaram e hoje, domingo, eu não fiz absolutamente nada do que havia planejado.
 


Shame on me!


sexta-feira, 3 de novembro de 2017


Ontem, eu estava fazendo uma maratona de animes aleatoriamente, e por acaso cai nesse episódio do novo anime de Sakura Card Captors. E um trecho em especifico do episódio me chamou bastante atenção:






Isso me fez voltar quase dez anos atrás quando você disse pra mim que iria embora. Você lembra? A mesma sensação que a Sakura teve, eu tive numa intensidade dez vezes maior. Foi bastante dolorido pra mim, sabia? Ficar e ter que lidar com todo esses sentimentos que permaneceram. 


Lembro exatamente do dia em que você me deu essa notícia. Foi na frente da casa de um amigo nosso, depois de um jantar na casa dele. Você ficou todo sem jeito, procurou palavras e esperou ele se afastar pra me dizer quase ao pé do ouvido que iria voltar "pra casa" com sua família. Eu perdi totalmente o chão com aquela notícia, mas segurei a onda e mantive a linha pra que você não percebesse que isso tinha me afetado em cheio. Até hoje, acho que fiz errado em ter me comportado e não ter dito à você o quanto eu gostaria que você tivesse ficado. Me arrependo tanto!


Naquela época, eu pedia à Deus que o passar dos dias acontecessem lentamente. Eu não podia perder tempo, já que o tempo que eu tinha era pouco. Queria te proporcionar momentos memoráveis. Falando nisso, eu ainda tenho aquela nossa foto juntos que tiramos depois de um dia na praia. Lembra? 


Depois disso, não consegui mais assistir ao restante do episódio sem lembrar de você. Desliguei a TV e fui deitar. Já na cama, todas as minhas memórias vieram a tona pra me lembrar que por mais que eu queira e tente te esquecer, volta e meia, elas voltariam pra me lembrar que não é bem assim.

SERÁ QUE ELE É?

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Hoje, no caminho de volta pra casa, aconteceu uma coisa bem interessante. Eu e meus colegas estávamos conversando sobre alguns assuntos relacionados a faculdade, sobre as provas que estão chegando, os trabalhos, prazos e afins. Papo vai,papo vem, entramos em um assunto totalmente desconexo ao contexto todo. Até que um deles soltou na roda que anda rolando um boato por debaixo dos panos que a turma em peso tem  tido duvidas sobre a sexualidade de um dos professores. 


( Sei que não é muito ético fazer este tipo de especulação sobre a sexualidade de outra pessoa. Sei também que não vai mudar em nada na minha vida saber com quem ela se deita ou deixa de deitar. Mas a curiosidade (nesse caso) falou mais alto! )


Confesso que eu fiquei surpreso, porque até então eu imaginava que só eu tivesse tido essa percepção, uma vez que, alguns indícios haviam sido deixados soltos no ar. Mas nada confirmado. Isso só reforça que meu gaydar anda mais afiado do que uma navalha. Já que outras pessoas ao meu redor também tiveram a mesma percepção. Mas enquanto nada se confirma (se se confirmar) isso tudo não passa de uma mera especulação de entusiastas a psicólogos. Eu não vou negar que essa possibilidade dele ser gay (ou no mínimo bissexual) me anima, uma vez quê:
mas sem grandes expectativas, até por que,né...

O gozado é que até um mês atrás, era um dos professores que eu tinha um maior ranço. Até eu descobrir durante as sessões de terapia que isso se tratava de um tesão incubado que estava sendo camuflado de ranço. Fantástico,né? ¬¬
Faculdade de Psicologia + terapia é isso meus amigos,uma descoberta nova todos os dias! Dorme com essa!




 
LAYOUT BY: JOSÉ