domingo, 13 de maio de 2018

É incrível ver como as travas que estavam me incapacitando de enxergar caíram por terra e com isso, fizeram uma grande diferença na percepção da situação em que eu me encontrava. Eu literalmente acordei e vi como as coisas são de fato. E enxergar o óbvio é dolorido, mas é preciso para que esse momento de confronto aconteça. E é interessante ver como isso funciona comigo. Eu comecei o meu processo de desapego sentimental na segunda-feira mesmo, logo após uma longa conversa com um amigo. Me coloquei a prova na quarta-feira, quando tive que interagir com o sujeito, me portei de uma forma muito distante, impessoal e arrisco a dizer até, fria.  E ele notou isso. O que pra mim foi o ponto mais importante. Uma vez que, eu sempre fui o mais receptivo, buscava interação e sempre dispunha de total atenção para com ele. Mas no fim, eu consegui me manter firme e no foco de esquecer quem nunca fez questão de estar perto.


Essa semana também foi de uma reviravolta no meu trabalho. "Perdi" uma parceira,aliada e amiga de trabalho que era meu alicerce ali dentro. E por um motivo ridículo. Me deixou desolado saber que possivelmente quando ela voltar da licença médica ela não estará mais na equipe. Mas ao mesmo tempo, eu sei, eu tenho plena certeza que ela vai dar a volta por cima. Pelo montante de provas que ela juntou (com minha ajuda,claro) pra derrubar a chefia imediata ela ganha essa briga fácil, fácil. Não sou uma pessoa vingativa, mas dê o que é de César à César. Eu sou uma pessoa justa, e não tolero nenhum tipo de injustiça, seja ela qual for. E o que eu puder fazer pra ajudar essa minha amiga, eu farei. Eu sempre farei por quem faz por mim. Nada mais justo retribuir a quem sempre estendeu as mãos pra mim.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

 
LAYOUT BY: JOSÉ